12 de maio de 2014

Mãe

O encantamento de ver seus olhos brilhando orgulhosos por me enxergar seu reflexo quase exato me transforma no ser perfeito que deve ter imaginado enquanto me trazia ao mundo. E, de certa forma, acabo sendo por minutos tudo aquilo que sonhou ao me conceber e conceder a vida. Não nego que tento, insisto, me esforço. Todo tempo. Faço por ti, por mim, por nós. Acredito que os prós sempre foram mais que os contras. Que a porta esteve mais aberta do que com tranca. Que o enredo foi seguido de pronto. E quem não apronta quando ainda não sabe o que quer? Talvez eu não entenda tudo, não esteja constantemente, não me encontre coerente em todas as situações. Talvez eu não goste de botânica, não saiba balé, não seja mais católica como era sua pretensão. Talvez eu veja a vida de outra forma, esteja mais livre que a prosa, num verso branco de mim mesma. Talvez eu seja você nos detalhes do amanhã, na direção firme da subida da montanha, na vibração que encontra na conquista de suas façanhas. Talvez eu adore o seu Roberto, entenda o porquê de só ouvir mil vezes o som do Marcelo, não goste de bolero, mas queira dançar todos os dias ao seu lado. Talvez eu vá para longe, andar nem sei por onde, mas me esforce para voltar ao seu colo. Talvez eu saiba que devo seguir-lhe, ouvir-lhe, mas faço birra, perturbo até cair e reconhecer o erro. Talvez eu goste cada vez mais de seu perfume, me encante levemente com seu abraço e queira dormir assim até me entregar ao cansaço. E continuar e acordar no dia seguinte e seguinte e seguinte. E começar tudo novamente. Ao seu lado. Agora e sempre.         

6 comentários:

  1. As mães foram "feitas" para amar, amar, amar...


    Beijo.

    ResponderExcluir
  2. A homenagem ficou bem linda, adorei o texto

    Beijoos, Ana Carolina
    simplesglamour.blogspot.com
    Instagram e Twitter: @simplesglamour

    ResponderExcluir
  3. Boa tarde,
    Se fossemos perfeitos compreendíamos tudo, a perfeição trazia-nos a chatice de viver, melhor é não sabermos tudo, com o dia a dia vamos obtendo o saber.
    Abraço
    ag

    http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

    ResponderExcluir