1 de setembro de 2010

Invisível

O tempo voou desde a primeira vez que ele resolveu que se faria visível. Encheu-se de coragem branda e fez escolhas incomuns. Queria tocar-lhe o íntimo, desvendar o que vai além do véu que encobre a verdade, encontrar o retorno imediato. Enquanto ele escolhia o caminho a trilhar, ela vivia o presente como a consequência de uma causa qualquer. Sem mandos ou desmandos, sem exuberância ou relutância, sem anseios ou ânsias. Até o segundo exato do anúncio público e secreto. Ainda indiscreto por não se revelar. De sintuosa a estrada nada tinha e ela, naquela doce agonia, estremeceu ao deparar-se com o que não conhecia. De nada sabia e nem poderia imaginar. Virou ele, então, a incógnita que insistia em permanecer por horas e horas. De nublados a ensolarados, de escassos a incontáveis, os dias se sucediam e não se estabelecia a revelação. Mas de quem seria, de onde viria e o que a faria tão raro vibrar. Sem resposta, ela emudeceu ao sentir de que nada adiantaria teimar. Não o sabia, não o conhecia. Ele teria que descobrir o seu rosto e solucionar, enfim, o enigma que pôs em questão. O tempo correu novamente e esse silêncio incoerente ainda a faz pensar porque ele segue sem se manifestar. Afinal de nada vale ignorar o coração. De que valeria toda a sua ação se ainda nem houve reação...

9 comentários:

  1. O tempo parece ser invisivel na maioria das vezes !
    Apesar que com a dor ele para !
    Uma estaca em nosos peito,latejando ,ele parece saborear cada segundo .

    ResponderExcluir
  2. que lindo isso amiga!!!!
    mas o tempo sara, conserta e melhora tudo.

    bjosss...

    ResponderExcluir
  3. Deixemos toda a cura para o tempo, mesmo que invisivel!

    ResponderExcluir
  4. Oii, tudo bem ?
    Obg por passar lá no meu blog (:
    atualizei ele e continuarei todo fim de semana.
    o endereço agora é: paolalinkin.blogspot.com !
    não é mais lolla...
    se tiver twitter me segue que eu retribuo.
    @paolalinkin !
    Adorei a postagem :D
    estou seguindo,se quiser retribuir .
    (Desculpa a demora para responder)
    beeeijo, e um ótimo fim de semana *-*

    ResponderExcluir
  5. Lu,

    Ignorar o coração é um pecado e um grande castigo.

    Seu texto como sempre maravilhoso, menina linda.

    Beijo imenso.

    Rebeca

    -

    ResponderExcluir
  6. Lu,

    Que lindo aqui, e que lindo texto.

    E o tempo....ahhh, o tempo que as vezes faz a gente entender essas coisas do coração...

    Perfeito!

    Um abração Lu!!!

    ResponderExcluir
  7. Lu,

    Suas palavras lá no blog foram acolhidas com carinho. Esses dias andei meio pra baixo, mas já estou bem melhor.

    Beijo imenso, menina linda.

    Rebeca

    -

    ResponderExcluir
  8. quando as ações não confirmam as palavras...ai ai ai

    vim agradecer o carinho

    afagos floridos

    ResponderExcluir
  9. Pois é, sempre que nos deparamos com o estranho, com o que não conhecemos estremecemos. Adorei todo o texto, principalmente a frase final:
    ''De que valeria toda a sua ação se ainda nem houve reação...''

    bj!

    ResponderExcluir