14 de outubro de 2009

Tanto medo

Ela tem medo. Medo de não ser mais. Medo de ser demais. Medo de escapar e não chegar ao fim. Medo de encantar e de desistir. De adotar o extremo, de concluir o intento e de optar pelo sonoro sim. Medo de carregar a angústia, de estancar a busca e desiludir. De negligenciar o não, esculpir o perdão e descortinar a agonia. Medo de repreender e de se perder na volúpia. Medo do deleite, da delícia, da astúcia que traz nos olhos. Medo de preferir o raso, de rejeitar o acaso e se deparar com o inaceitável. Medo de esquecer e de não ter mais por onde ir. Os caminhos se estreitam, a busca incansável avança e ela sufoca e não se lança. É mais seletiva. É mais restritiva. É mais de si refém. Não cai, nem se esgota. Não se consagra, nem se sanciona. Não sabe se vai não sabe se vem. O medo que carrega no íntimo deforma o ego e traz o desassossego. Faz evaporar a autoestima, imergir em lágrimas, destoar rima. E quem vai condenar tanto receio? Só quem não deixar aflorar a bondade, transpirar a caridade e não carregar a compaixão no peito....

11 comentários:

  1. Lu,

    O medo é tão presente numa vida valente, né? Incrível como certos receios nos castram sem mais, nem menos.A única maneira de dizer xó é mostrar os dentes na hora de ser feliz.

    Beijo grande, menina linda.

    Rebeca


    -

    ResponderExcluir
  2. que lindo, acho q todas nos encaixamos nas suas palavras, vc é linda adoro o q escreve.

    bjosss...

    ResponderExcluir
  3. Oi Lu,

    O medo é o freio do ser humano!!!

    Existe a hora de soltar o freio e a hora de puxá-lo! Rs
    O duro e saber a hora certa para os dois!!! RS

    bjinhos

    ResponderExcluir
  4. Lu!
    Você definiu bem o porque "ELA" sente medo.
    "ELA" está mais seletiva, e isso já diz tudo!
    Um beijãozão pra vc!

    ResponderExcluir
  5. Me tiras arrepios te lendo.

    Tens a senssibilidade de escrever o que se revela no nosso mais intimo ser.

    Beijos linda!

    ResponderExcluir
  6. O medo é muito presente na vida de todos,tem pessoas que conseguem superá-los e outras pessoas que não tenta supera-lo,não consegue arricar,mas há outras pessoas que sabem a hora certa para ter medo e hora certa pra não ter medo,porém de qualquer jeito o medo está presente.
    bjo

    ResponderExcluir
  7. É mesmo muito difícil condenar tanto receio!
    Bjooooooo!!!!!!

    ResponderExcluir
  8. Lu,

    Sabe o que é maravilhoso nessa blogosfera? É poder conhecer gente como você que sabe ser linda, leve e solta.

    Beijo imenso.

    Rebeca

    -

    ResponderExcluir
  9. Abdicar do medo, ou não dar tanta importância a ele é a alma do negocio...

    Ah, fui perdoado...rs


    beijo

    ResponderExcluir
  10. texto forte . Gosto de intensidade, de ir ao ponto, gostei.
    Maurizio

    ResponderExcluir