13 de maio de 2009

Engano na ilusão

Ela sentiu um aperto por dentro ao ouvir aquela melodia silábica que esperava há tempos. Era como o urro sufocado que nunca teve um som definido. Antes parecia longe. Distante. Quase inatingível. Todavia estava próximo agora. Aterrizou sem aviso prévio, produziu um susto indefinível e chegou estonteante. Ela se preparou, se perfumou, se iludiu. Acreditou que a hora esperada chegara enfim. Saboreou os segundos da angústia gostosa que fervilhava no peito e crescia a cada quadro imaginado. Suspirou por minutos a certeza de ter por perto a projeção criada mentalmente. Alegrou-se pelo fato de ter ao lado aquele que sugeria ao seu íntimo o impulso invulgar e concebível. Cabível na proposta e nos planos futuros. Soube aproximar-se o momento do encontro. Olhou o reflexo estampado à sua frente e viu-se madura. Para não ousar chamar-se envelhecida. As rugas do tempo, que não a assombravam, estavam visíveis, a pele já não era mais tão viçosa, o corpo já não era o violino afinado que estava no comando do concerto. Mas o desejo e a vibração que guardava ainda emanavam a certeza da juventude. Era isso que importava. Enquanto isso, ele aproveitava para descortinar o passado breve, rever os laços antigos que lhe apresentavam diversão. Sem esquecer dela. Sem deixar de fazer-lhe a corte pelo fio. Mas eis que vem o imprevisto para derrubar o previsto. O inadiável o afastou do caminho proposto e nem mesmo tanto esforço foi capaz da trilha certeira recuperar. Ela nublou, perdeu o rosado que lhe inundava a face. Guardara os melhores beijos, enchera de ternura os afagos preparados, separara a doce energia que se expandiria por todo lado. A decepção estraçalhou o sonho e ela se achou novamente à merce de mais um engano.

6 comentários:

  1. Ela não pode e nem deve desistir.
    Será que ela não idealiza demais? Pode ser!
    Beijão de sempre!

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Lu,
    volte sempre que quiser.. adorei seu espaço também!

    ResponderExcluir
  3. Enganos sempre acontecem, mas fazem parte da vida e do aprendizado. De engano em engano vamos caminhando rumo ao sucesso.

    Bjão Lu!

    ResponderExcluir
  4. Gosto do seu estilo, um pouco dramático, com início, meio e fim.

    Beijo

    ResponderExcluir
  5. gosto daqui. é muito bom voltar ao teu blog.
    Um feliz final de semana.
    Maurizio

    ResponderExcluir
  6. Desistir jamais!

    Continue escrevendo...

    Bjos de luz!

    ResponderExcluir