1 de maio de 2009

Inesperado?

É engraçado pensar no acaso como algo que existe fora das possibilidades do destino. Aquilo que foge ao controle, desata no inesperado, surge sem anúncio prévio. É estranho supor que as escolhas não tenham relação com a surpresa explícta ou que a estrada a seguir não tem direção certa. Não sei pensar assim. Acho que nos colocamos à disposição dos liames entre o possível e o impossível. Tanto ao provável quanto ao improvável. Na verdade, não sigo o lugar comum que leva o acaso como forma única das novas descobertas. Nem nele eu acredito. Vejo o mundo como um turbilhão de possibilidades a se espalhar diante de mim e cada uma será de acordo com as minhas decisões. Tudo tem o seu porquê. Passamos pelas provas necessárias e arcamos com as consequências dos atos pensados ou impensados. Isso é a vida. Pelo menos, para mim.



11 comentários:

  1. Oie,

    Eu acho que o destino quem faz somos nós, não acredito em caminhos já planejados mas, acredito no improviso, no improvável, no inesperado!!!
    E o inesperado às vezes, é tão bom quanto o esperado, pela surpresa, pelo encanto que o segue....

    bjinhos

    ResponderExcluir
  2. Lu,

    Tudo, absolutamente tudo tem o seu porquê. E é o único "porquê" que não precisa de resposta, apenas aceitamos como tem que ser.

    Menina linda, muito obrigada pelo elogio, você que é um amor, viu?

    Beijo grande.

    Rebeca

    -

    ResponderExcluir
  3. tbm penso como vc.
    nem sempre tudo é jogo.

    bjoss...

    ResponderExcluir
  4. Olá, Lu

    Concordo que o acaso não existe e que as coisas acontecem porque escolhemos esse ou aquele caminho.

    Abraço

    ResponderExcluir
  5. O destino surge à nossa porta, e às vezes temos que escolher o rumo a seguir.
    Acho que vc está no rumo certo.
    Quanto à "terceira pessoa", reconheço que em certas ocasiões é bom colocá-la na linha de frente! Hehehe!
    O beijão de sempre!!

    ResponderExcluir
  6. Ai Lu, fiquei tão feliz, mas tão feliz com o carinho do Flavio, que até deu pra sentir a felicidade, né?
    Depois dá uma passada no blog Monday e veja que o jeito dele fazer poema, vale mesmo a pena!

    Beijo grande, menina linda

    Rebeca

    -

    ResponderExcluir
  7. Sim, quase tudo que nos acontece é criação nossa mesmo, Lu. Mas, nunca se sabe o que vamos encontrar quando dobramos certas esquinas, né?
    Bjoooooooo!!!!!!!

    ResponderExcluir
  8. Adoro ser surpreendida pelo novo, pelo inesperado.

    Chega de joguinhos, neh?

    Atingimos o nivel da inteligencia emocional.

    Bjos moça!

    ResponderExcluir
  9. Agradecendo a visita!
    E ao deparar-me com esse texto, concordo com você sobre o que seja a vida.
    Seja bem-vinda à minha Tempestade e volte sempre!

    Beijos Tempestuosos!

    ResponderExcluir
  10. Penso como vc Luca, acredito que nossa vida é feita de escolhas sim, certas, erradas, prováveis ou não!
    Todos os dias falo em voz alta:
    "Dai-me coragem para transformar as coisas que posso transformar, serenidade para aceitar as que não posso mudar e sabedoria para distinguir uma das outras."
    E vou seguindo a estrada da vida...
    Bjs mil,
    Lu

    ResponderExcluir
  11. Olá, moça, passando para retribuir a visita ... gostei do texto, é bom encontrar gente que não joga tudo "nas mãos de Deus e do destino" e assume sua parte execução do processo ...

    Se um dia tirarem a palavra coincidência do dicionário, provavelmente as pessoas vão achar que a vida é algo formado por fatos que ocorrem naturalmente, mas que às vezes têm alguma característica similar com o inesperado ou coisas do gênero ...

    eu continuo pensando o seguinte: se aconteceu, é porque dava pra acontecer! então, não há muito o que fantasiar sobre as forças sobrenaturais, a não ser que seja pra se arranjar assunto e rolar um bom papo ... rsss

    de resto, a vida é isso mesmo: nós procuramos, nós encontramos; não não procuramos, alguma coisa encontra a gente ...

    e la nave va ...

    ResponderExcluir