13 de março de 2009

Sexta-feira 13. E é a segunda consecutiva no ano. Dia preferido para os supersticiosos. Para fazer algo ou se esconder. Depende do grau da mania de cada um. Acho que não tenho superstições. Não que me lembre. Mas conheço gente que tem umas coisas malucas. Tem gente que só entra nos lugares com pé direito e dá até pulinhos para acertar a passada. Tem gente que não gosta de estar num carro que dá ré e pede para descer antes. Tem gente que precisa fazer trança no cabelo antes de uma disputa. Tem gente que usa a mesma cueca em determinadas ocasiões ou a mesma camisa. Tem gente que faz o sinal da cruz em frente a uma igreja e repete por várias vezes, independentemente da distância entre elas. Tem gente que tropeça e dá três batidas com o pé no chão....tem tanta gente por aí. Uns ultrapassam o limite da superstição e vivem uma doença. Conheço um cara que tinha algumas demais. As manias dele iam mais para Toc (Transtorno Compulsivo Obsessivo Compulsivo), na verdade. Era uma loucura. Se tocasse num braço, tinha que tocar no outro. No mesmo lugar. E imediatamente. A obsessão pela arrumação era excessiva. As camisas era todas dobradas e colocadas uma em cima da outra no armário e tinham que ficar perfeitamente simétricas. Isso sem contar que usava o degradê naquelas que se encontravam nos cabides. Entrar em sua casa era um sufoco. Tinha nervoso de ver os convidados sentando no sofá e tirando as almofadas do lugar ou perceber que um quadro estava milimetricamente torto na parede. E as digitais? Ligar o som merecia cuidados especiais, como deixar o dedo embaixo da camisa para evitá-las. As revistas não podiam ter aquelas dobras leves de quem acabou de ler e deixar a página virada. As cadeiras precisavam ficar em cima das listas do chão. Assim como tudo mais que pudesse se enquadrar nessa questão. Era realmente um sufoco. Era como estar num campo minado. Eu não me aguentava, tirava as coisas do lugar sem que ele visse e revirava tudo o que podia. Há algum tempo não o vejo. Nem sei se perdeu as manias. Mas quem não as tem? Eu é que devo ser anormal e ainda não consegui achar nenhuma, mas devo ter também...

A única música que lembrei foi "Mania de Você", da Rita Lee...   

2 comentários:

  1. Eram demais mesmo rsrsrs Tinha mania do cinzeiro... e todos os objetos da mesa deviam estar simétricos às linhas do piso... Cabelo no chão? Grito na certa! Poeira.... uma coisa desconhecida! Mas sabe que de tanto conviver com isso vc acaba pegando? rsrsrs E o pior de tudoooo.... vc acaba achando q é a melhor coisa do mundo!!! ahahhaha Então por favor, dê uma pequena olhada na casa antes de sair para ver se está tudo em ordem! rsrsrs TE AMO!

    ResponderExcluir
  2. TOC é algo muito agoniante de se presenciar. Assim como você, não tenho manias.

    Beijos,
    Zin

    ResponderExcluir