22 de março de 2009

Em mais um bate-papo com aquela que está sempre entre as melhores, começamos a falar sobre vários assuntos e, mais uma vez, levantamos a polêmica sobre o que nos leva a ficar apaixonadas. Papo que rendeu horas e também um texto em conjunto. Não foi o primeiro e não será o último. A constatação foi: faça sexo selvagem, mas não durma de conchinha. Entre risos e gargalhadas, enumeramos o que nos encanta, o que nos enlouquece, o que nos faz gozar. E também o que não faz a menor diferença...

Faça sexo selvagem, mas não durma de conchinha que a paixão pode ser certeira. A gente não se apaixona pelo tamanho. A gente não se apaixona por beijo na boca. A gente não se apaixona por palavras ao pé do ouvido. A gente não se apaixona se você pagar a conta. A gente não se apaixona pela mão firme. A gente não se apaixona pela voz grossa. A gente não se apaixona pelo tapinha na bunda. A gente não se apaixona pela língua. A gente não se apaixona por um scrap no Orkut. A gente não se apaixona pelas milhares de posições. A gente não se apaixona pelo perfume caro. A gente não se apaixona pelo simples gozo. A gente não se apaixona. É, sabe que a gente não se apaixona tão fácil assim?

Vou te contar, a gente diz que sim, mas não se apaixona por quem liga no dia seguinte. A gente não se apaixona pela mensagem cafona. A gente não se apaixona pela frase feita. A gente não se apaixona pelo seu blog. A gente não se apaixona pelas suas fotos felizes. A gente não se apaixona pelo nick do MSN. A gente não se apaixona pelo convite. A gente não se apaixona pelo abraço apertado. A gente não se apaixona pelo chope. A gente não se apaixona pela beleza óbvia. A gente não se apaixona pelo abdome rasgado (tá, tem gente que se apaixona). A gente não se apaixona pelo beijo voraz. A gente não se apaixona por uma pilha de presentes. A gente não se apaixona pelo jantar.

Presta atenção, a gente não se apaixona.
A gente se apaixona se você esticar a mão pra entrar no cinema caminhando junto. E continuar com elas juntinhas. Você pode ser foda na cama e ainda assim a gente não se apaixona. Você pode falar bem. Você pode ser cheiroso. Você pode ser legal. Você pode ser da galera. Você pode ser rico. Você pode ter todos os predicados que a gente não se apaixona. Às vezes a gente até queria se apaixonar, mas não se apaixona. A gente se apaixona se acaba o sexo e você encaixar nossa cabeça no seu peito. A gente se apaixona se você dormir mexendo no nosso cabelo. A gente se apaixona se você comentar sobre uma coisa que a gente nem sabia que você tinha reparado. A gente se apaixona se reparar você olhando pra gente sem precisar. A gente se apaixona se você nos cobrir no meio da noite. A gente se apaixona se você esquentar nossos pés debaixo do edredon. A gente se apaixona se você disser que ainda temos mais sete minutos e meio na cama. A gente se apaixona se você resolver chegar atrasado. A gente se apaixona se você deixar bilhete fofo na geladeira. A gente se apaixona pela surpresa improvável. A gente se apaixona se você ensaboar nossas costas e lavar nosso cabelo no banho. A gente se apaixona se você for para o fogão fazer o que gostamos, mesmo que não dê certo. A gente se apaixona se você nos acomodar no lado melhor da cama. A gente se apaixona se você nos fizer rir.

A gente se apaixona pelo bilhete escondido na bolsa. A gente se apaixona pela acolhida. A gente se apaixona pelo encaixe. A gente se apaixona pelo cheiro. A gente se apaixona pelo cuidado. Cada um sabe o que lhe vai na alma, no íntimo, no fundo. Mas, em geral, todos querem a mesma coisa. E você? Pelo que você se apaixona?

8 comentários:

  1. eu me apaixono por um par de olhos azul-verde

    ResponderExcluir
  2. Nossa Luca,
    concordo em gênero, número e grau... Não é por acaso que somos amigas.
    Realmente eles se enganam muito!
    Eu me apaixono por ser tratada com carinho, atenção e respeito!
    Sim, confesso, às vezes exagero, mas isso só acontece na TPM... Rsrs
    Bjs mil lindona,
    Lu ;)

    ResponderExcluir
  3. é... as vezes a gente se apaixona... e apaixona. e apaixona de novo. tudo isso em dez segundos. e pela mesma pessoa. bom, né?

    ResponderExcluir
  4. Nossa! Me indentifiquei muito com o texto... Quando faremos o nosso?

    ResponderExcluir
  5. Vou ficar esperando pela senhorita, bebequita..rs

    ResponderExcluir
  6. Típicas cobranças femininas, solteiras que também não se permitem ao acaso! A melhor coisa é se apaixonar. O ser humano precisa de paixão para viver. E somos realmente felizes quando conseguimos conciliar paixão e amor... mas para isso, é preciso baixar a guarda e olhar a sua volta! As vezes, uma reação que não chega como esperava, pode significar consequencia de um ato seu! Se abram mulheres!!!! O mundo está muito dinâmico e as pessoas demonstram sentimentos de maneiras diferentes, o que definitivamente não significa ausência deles!

    ResponderExcluir
  7. Meu nobre anônimo,
    Eu li seu comentário, tão profundo quanto um pires, e sugiro que vc leia de novo o post.
    Grata.

    ResponderExcluir
  8. Luca, já que não tenho um texto tão bacana quanto o seu, quando poderei colocar uma foto num post?
    Bjs mil,
    Lu

    ResponderExcluir